Marcelo Veiga

Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo treinador carioca, veja Marcelo Hoelz Veiga.
Marcelo Veiga
Marcelo Veiga
Marcelo Veiga em 2019
Informações pessoais
Nome completo Marcelo Castelo Veiga
Data de nasc. 7 de outubro de 1964
Local de nasc. São Paulo, SP, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Falecido em 14 de dezembro de 2020 (56 anos)
Local da morte Bragança Paulista, SP, Brasil
canhoto
Apelido Ratão
Informações profissionais
Posição lateral-esquerdo
Função treinador
Clubes de juventude
Santo André
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1982
1988–1989
1989–1991
1992
1993
1993–1994
1995
1996
1997
1997
1998
1999
1999
Santo André
Ferroviário
Santos
Internacional
Sãocarlense
Goiás
Bahia
Portuguesa
Fortaleza
Joinville
Atlético Goianiense
Matonense
Itumbiara
Times/Equipas que treinou
1999
1999–2000
2000
2001
2002–2003
2003
2004
2004–2005
2005
2006
2006–2007
2007
2007
2007–2012
2012
2012–2013
2013
2013–2014
2014
2014-2015
2015–2016
2016
2016
2017
2017
2018–2019
2019
2020
Matonense
Lemense
Guaçuano
Itumbiara
Matonense
Taquaritinga
Ferroviário
Bragantino
Portuguesa (cat. base)
Francana
Bragantino
Paulista
América de Natal
Bragantino
Remo
Botafogo-SP
São Caetano
Bragantino
Portuguesa
Guarani
Botafogo-SP
Remo
Bragantino
Bragantino
Mogi Mirim
Bragantino
Ferroviário
São Bernardo FC















Marcelo Castelo Veiga,[1][2][3] mais conhecido como Marcelo Veiga (São Paulo, 7 de outubro de 1964Bragança Paulista, 14 de dezembro de 2020)[4][5], foi um treinador e futebolista brasileiro que atuou como lateral-esquerdo.

Carreira

Como jogador

Iniciou nos campos de várzea da Casa Verde, bairro onde nasceu. Mais conhecido pelo apelido de Ratão, atuou em diversos clubes do bairro, mas principalmente pelo Guarany F. C., do técnico "Manelão" até tornar-se profissional.

Depois de se profissionalizar, passou por diversos clubes do país, como Santo André, Santos, Portuguesa, Matonense, Internacional, Goiás, Atlético Goianiense, Itumbiara, Ferroviário, Fortaleza, Bahia e Joinville.

Como técnico

Iniciou a carreira de treinador em 1999, no Lemense, da cidade paulista de Leme. Passou ainda por Guaçuano, Itumbiara, Matonense, Taquaritinga e Ferroviário-CE, antes de chegar ao Bragantino, clube com o qual se identifica bastante, pois chegou às semifinais da Série A2 do Paulistão de 2005, conseguindo o acesso para a Série A1 do ano seguinte, foi vice-campeão da Copa FPF de 2006, e conquistou a Série C do Campeonato Brasileiro de 2007.

Depois, o treinador dirigiu Portuguesa e Francana. No seu retorno ao Bragantino, surpreendeu ao levar o clube às semifinais do Paulistão de 2007, sendo eliminado pelo Santos por dois empates em 0 a 0, que depois viria a ser o campeão da competição. No mesmo ano, Marcelo Veiga teve rápidas passagens por Paulista e América de Natal, voltando ao Bragantino, onde esteve no comando de 2007 a 2012. Veiga comandou o Bragantino por 390 partidas. Em seguida dirigiu o Botafogo-SP e, durante o ano de 2013, o São Caetano,[6] de onde foi demitido devido aos péssimos resultados, ainda no mesmo ano. Retornou novamente ao Bragantino em maio de 2014. Em 2015 retorna ao Botafogo-SP conquistando o título do Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D[7], além de ter garantido o acesso do clube paulista à série C do ano subsequente. No ano seguinte, em 2016, deixa o Botafogo-SP durante o Campeonato Paulista.

No dia 26 julho de 2019 foi anunciado como novo treinador do Ferroviário-CE, assumindo assim o clube em sua segunda passagem.[8] Pouco menos de dois meses depois, no dia 18 de setembro, rescindiu de forma amigável com o Ferrão.[9]

Em Novembro de 2019, foi chamado pelos novos dirigentes do São Bernardo que já haviam trabalhado com o treinador no Guarani para um projeto ousado e que poderia ser duradouro. Assumiu o clube no fim daquele ano e teve carta branca pra montar um elenco do jeito que gostaria, trazendo vários jogadores com quem trabalhou nos clubes que treinou. Pela Série A2, o Tigre fez uma ótima campanha na primeira fase e terminou líder do campeonato. No mata-mata, eliminou Juventus nos pênaltis e no jogo do acesso, acabou caindo para o São Bento de Sorocaba. Um mês depois, iniciou a busca pelo bicampeonato do Bernô na Copa Paulista. Participou da 1ª rodada, treinando a equipe na estréia contra o Juventus na Rua Javari no empate de 1x1. Depois disso, apresentou sintomas da COVID-19 e ao ser testado positivo, foi afastado do cargo até sua recuperação. O auxiliar técnico Sérgio Ricardo assumiu o comando técnico interinamente. Porém, com o falecimento do saudoso treinador no dia 14 de Dezembro, o seu auxiliar deverá continuar no cargo pelo menos até o fim da competição estadual. Acabou tendo sua trajetória interrompida, uma vez que o projeto do clube do ABC Paulista era que o técnico ficasse no cargo por mais tempo com o objetivo de levar o Tigre de volta a disputa do Campeonato Brasileiro e conseguir alcançar o acesso à Série C.

Morte

Internado desde 22 de novembro de 2020, quando sentiu os sintomas da COVID-19, morreu em 14 de dezembro de 2020 na Santa Casa de Bragança Paulista.[10][5]

Estatísticas

Atualizadas até 16 de agosto de 2013.

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas
Bragantino 494 191 125 178
Botafogo-SP 20 9 4 7
Guarani 16 8 3 5
São Caetano 15 4 4 7
Remo 13 3 5 5
São Bernardo 20 9 7 4

Títulos

Como jogador

Ferroviário-CE
Internacional

Como técnico

Bragantino

Botafogo-SP

Campanhas de destaque

Como técnico

Bragantino


São Bernardo

Referências

  1. «Marcelo Veiga». GrandeÁrea.com. Consultado em 5 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  2. MICHELETTI, Rogério. «Que Fim Levou? Marcelo Veiga». TerceiroTempo.com. Consultado em 5 de janeiro de 2014 
  3. «Marcelo Veiga». oGol.com. Consultado em 5 de janeiro de 2014 
  4. «Marcelo Veiga». Sambafoot.com 
  5. a b «Técnico Marcelo Veiga morre aos 56 anos por coronavírus - Esportes». Estadão. Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  6. Agência Futebol Interior (15 de abril de 2013). «São Caetano com Marcelo Veiga para dar volta na Série B». FutebolInterior.com. Consultado em 5 de janeiro de 2014 
  7. «Botafogo-SP segura empate no Piauí e é campeão da série D». EBC. 14 de novembro de 2015 
  8. «Marcelo Veiga é o novo técnico do Ferroviário para a disputa da Série C». GloboEsporte.com. 26 de julho de 2019 
  9. «Marcelo Veiga não é mais técnico do Ferroviário». GloboEsporte.com. 18 de setembro de 2019 
  10. «Marcelo Veiga, técnico do São Bernardo, é internado em UTI por conta da covid-19 - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 14 de dezembro de 2020 

Em formação

O artigo Marcelo Veiga na Wikipedia portuguesa ocupou os seguintes lugares na classificação local de popularidade:

O conteúdo apresentado do artigo da Wikipedia foi extraído em 2020-12-20 com base em https://pt.wikipedia.org/?curid=1344632